Pages

RSS
"A Era da Informação oferece muito à humanidade, e eu gostaria de pensar que nós nos elevaremos aos desafios que ela apresenta. Mas é vital lembrar que a informação -- no sentido de dados brutos -- não é conhecimento, que conhecimento não é sabedoria, e que sabedoria não é presciência. Mas a informação é o primeiro passo essencial para tudo isso."
Arthur C. Clarke

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Bom de ver! Nutrição valendo a pena...


Fruta da disposição.
Na índia, a medicina ayurvédica prega que ingerir 30 minutos do café da manhã meio copo de um limão purifica e cicatriza o corpo.
No ocidente, estudos mostram que uma unidade da fruta fornece a dose diária necessária de ácido cítrico, que dá energia as células e melhora o funcionamento do organismo. "É importante ressaltar que o açúcar e o adoçante neutralizam a substância. Por isso, quem não é fã do sabor azedo deve combinar o limão com melancia, maçã ou uva!, diz a química Conceição Trucom, do Guarujá(SP), criadora do site Doce Limão.
A película branca que reveste os gomos também é fonte de pectina, fibra que aumenta a saciedade, e a casca ajuda a prevenir o câncer. Use no suco.





Mamão maravilha

Saborosa e altamente digestiva, esta fruta típica da América do Sul é perfeita no desjejum e pode incrementar pratos doces e salgados

“De Pernambuco veio à Bahia a semente de um fruto que chamam de mamão que é do tamanho, feição e da cor de uma grande pera e tem muito cheiro. Maduros se fazem moles como melão; e para se comer cortam-se em talhas como maçã, e tiram-lhe as pevides que são envoltas em tripas como as do melão, mas são crespas e pretas como grãos de pimenta-da-índia, as quais talhas se apara a casca, como à maçã, e o que se come é da cor e da brandura do melão, o sabor é doce e muito gostoso.”



Foi assim que o cronista português Gabriel de Souza, no fim do século 16, definiu o mamão. Fruta originária da América do Sul, ao que tudo indica da Bacia Amazônica, o mamoeiro é uma fruteira tipicamente tropical. No Brasil, durante anos foi uma fruta de quintal, mas hoje é plantada em várias partes do país e fortemente exportada para a Europa. O nome mamão vem do termo mama, e foi aplicado ao fruto pelos portugueses, devido à semelhança com o seio de uma mulher.

Altamente digestivo, o mamão é um forte aliado para quem deseja levar uma vida mais saudável. A papaína – uma enzima proteolítica – presente no mamão, auxilia na quebra de proteínas, ou seja, facilita o trabalho que o organismo desenvolve para processar e absorver os nutrientes. Tem poucas calorias (40 por 100 gramas) e é rico em vitamina C, ácido fólico, betacaroteno, potássio e fibras.

Para o consumo do dia-a-dia, principalmente em sobremesas, recomenda-se o papaia por ser mais doce. “Já para uma bela salada de mamão verde, a dica é usar o formosa, pois é muito difícil encontrar o papaia antes de amadurecer; ele sempre já está “colorido” por dentro, mesmo que completamente verde por fora”. Em preparos que requerem maior quantidade de polpa – caso da indústria de sucos concentrados e congelados – o tipo utilizado é o formosa, que é um pouco maior.

Tanto o papaia como o formosa podem ser utilizados verdes ou maduros. Quando verdes, podem ser ótima opção para substituir a abobrinha ou o chuchu em refogados ou suflês, e maduros, combinam desde pratos de entrada até sobremesa. É comum o mamão fazer parte do café-da-manhã, que, em geral, é apreciado apenas com algumas gotas de limão. Na Índia, quando verde, é utilizado como uma abóbora, sendo ingrediente de sopas e molhos. E, claro, não poderíamos esquecer do nosso clássico creme de papaia, em que a fruta é batida com sorvete de creme e servida com um lance de licor de cassis. Uma maravilha.









4 Diga uma coisinha!:

:.1Brainwashed.: disse...

Adorei as dicas! :)

Coisinhas Daqui e Dali. disse...

Eita assunto extenso e rico...menina, adoro estas pesquisas Rsrrsrs!! Bjs

Baú da Conceição disse...

Adorei, pena o mamão aqui ser tão caro.

Beijinhos

Fabiana disse...

Márcia adoro essas matérias.
Obrigada :)