Pages

RSS
"A Era da Informação oferece muito à humanidade, e eu gostaria de pensar que nós nos elevaremos aos desafios que ela apresenta. Mas é vital lembrar que a informação -- no sentido de dados brutos -- não é conhecimento, que conhecimento não é sabedoria, e que sabedoria não é presciência. Mas a informação é o primeiro passo essencial para tudo isso."
Arthur C. Clarke

quarta-feira, 30 de março de 2011

A Paris do novo filme de Woody Allen

“A manhã em Paris é linda. A tarde, charmosa e a noite, deslumbrante. Mas Paris depois da meia-noite é mágica.” Se você também é fã da Cidade Luz (mesmo que tendo ido lá apenas em sonhos) e suspira só de pensar em comer uma crepe ao pé da torre Eiffel, vai delirar ao assistir ao novo filme de Woody Allen, Midnight in Paris (meia-noite em Paris, em português). A comédia-romântica, que conta com Carla Bruni, Marion Cotillard, Owen Wilson e Rachel McAdams, é um roteiro de viagem pronto. Só no trailer (veja no final deste post), você se depara com cenas de pontos turísticos imperdíveis. Enquanto aguarda a estreia do longa (que será exibido pela primeira vez em maio em Cannes), anote no caderninho de viagens:

- O rio Sena

- A Champs- Élysées (visite o site oficial da avenida mais famosa do mundo)

- O Arco do Triunfo

- A torre Eiffel (veja os horários de visitação aqui)

- O Museu Rodin, com esculturas incríveis, como a O Pensador, espalhadas pelo gradioso jardim da antiga casa do escultor.

- Os cafés tipicamente parisienses, com mesinhas na calçada.

- Os jardins de Giverny, onde Monet pintava seus quadros impressionistas (a locação mais encantadora do trailer e cena do beijo).

Veja todos esses cenários e outros atrativos da cidade no trailer oficial de Midnight in Paris:

sábado, 26 de março de 2011

Flôres na porcelana da vovó.

Pesquisando, achei várias referências, de como usar as porcelanas como vasos!

Uma xícara, bule ou leitera com flores, por si só, já se transformam em um vaso super charmoso:

Ou com mais peças, dá para fazer composições bem legais e deixar a mesa linda:

E até em em casamentos dá para usar as porcelanas+flores, que tal em cima do bolo?!

Idéias simples e originais!

Fotos: Craft e Creativity, Revista Casa e Jardim e Ruffled.

Comida que cuida.

Quem tem criança com algum problema que envolve restrição alimentar já sabe: é necessária muuuuita criativade na hora de montar o cardápio da família. E o máximo de cuidado para prestar atenção no que pode, o que não deve ser ingerido, o que ajuda no momento do tratamento e até o que ameniza os sintomas e reações, como diárreia e enjôo. Pensando nisso, a Safoni-Aventis criou a coleção Comida que Cuida para adultos e crianças com câncer, diabetes ou problemas no coração. São 3 livros gratuitos que você pode baixar. Neles, além de informações sobre o respectivo problema, escritas de forma muito bem humorada e com ilustrações divertidas, você vai encontrar receitas deliciosas elaboradas por nutricionistas.

Abaixo, conheça o link e uma receita saborosa de cada livro…

Comida que cuida 1 – Câncer

Risoto de Abóbora

(para quem precisa de uma dieta leve e é vegetariano)

1 colher (sopa) de azeite

4 colheres (sopa) de cebola picada

1kg de abóbora descascada e cortada em cubos pequenos

1,5 l de caldo de legumes

sal a gosto

2 xícaras (chá) de arroz

4 colheres (sopa) de manteiga

1/3 xícara (chá) de queijo parmesão ralado grosso

salsinha

Em um panela, aqueça o azeite, doure a cebola e misture a abóbora. Cozinhe por 2 a 3 minutos, mexendo sempre. Adicione o caldo de legumes, o sal e deixe ferver. Diminua o fogo e cozinhe até a abóbora ficar ligeiramente macia. Aumente o fogo e, quando levantar fervura, coloque o arroz. Mexa bem e cozinhe em fogo baixo até o arroz ficar com consistência firme. Desligue o fogo, misture a manteiga e o queijo. Polvilhe com salsinha. Rende 6 porções.

Comida que cuida 2 – Diabetes

Salame de Chocolate

(em cada porção - calorias: 142 Kcal; proteínas: 3g; carboidratos; gorduras: 8g)

3 gemas

1/2 xícara (chá) de adoçante para forno e fogão

1/3 de xícara (chá) de margarina light em temperatura ambiente

1 colher (sopa) de cacau em pó sem açúcar

1 embalagem (140g) de biscoito triturado tipo wafer sabor chocolate sem açucar

1 colher (sopa) de rum

Leve na batedeira as gemas com o adoçante até ficar uma mistura clara. Junte aos poucos a margarina e bata mais. Retire da batedeira, acrescente o cacau peneirado, o biscoito e o rum e misture bem. coloque sobre uma folha de papel alumínio e embrulhe bem, no formato de salame. Leve para gelar por aproximadamente 5 horas. Desembrulhe e corte em fatias. Rende 18 porções.

Comida que cuida 3 – Coração

Talharim ao molho de cream cheese

(em cada porção - calorias: 237 kcal; gordura totais: 0,8g; colesterol: abaixo de 50mg; fibras: abaixo de 50mg; sódio: 51mg)

500 g de talharim

1 colher (sopa) de farinha de trigo

2 colheres (sopa) de cream cheese light

1 colher (sopa) de queijo cottage

1 colher (sopa) de margarina light

2 dentes de alho espremidos

1 1/2 xícara (chá) de leite desnatado

2 colheres (sopa) de salsinha fresca picada

pimenta-do-reino a gosto

Cozinhe o talharim em água fervente, sem sal e sem óleo. Escorra e reserve. Derreta a margarina e refoque levemente o alho. Junte a farinha peneirada, mexendo sempre. Acrescente o leite aos poucos, mexendo devagar até engrossar. Adicione o cream cheese e cozinhe por mais 2 minutos. Retire do fogo e adicione o queijo cottage, mexendo devagar. Coloque o talharim em uma travessa, despeje o molho e mexa com cuidado. Salpique com salsinha e pimenta-do-reino e sirva em seguida. Rende 2 porções.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Bom de ver!

Igreja de São Francisco. Fica em Salvador/Bahia.
Coloque em tela cheia arraste o mouse e não esqueça de ver o
teto....magnífico!
Clique nas setas e veja as opções no canto superior esquerdo; pode usar o zoom do mouse também.


http://www.onzeonze.com.br/blog360/toursaofrancisco/index.html

quarta-feira, 23 de março de 2011

Clássicos na parede.




A maioria das pessoas sabe que tenho um fraquinho por "palavra-arte" e amei descobrir sobre Spineless Classics . As estampas combinam duas das minhas coisas favoritas - silhuetas e palavras.

Cada impressão tem um clássico (O Cão dos Baskervilles, Romeu e Julieta, O que Katy fez ...) e faz uma imagem da silhueta da personagem principal, formado por todo o texto da história. Beautiful - olhar Elizabeth e Darcy abaixo.






Se eu pudesse escolher um, eu iria para Alice no País das Maravilhas - quando eu era adolescente, eu pintei algumas passagens de Alice no País das Maravilhas para a pequena porta lateral que levava para fora do meu quarto.

domingo, 20 de março de 2011

Tudo, absolutamente tudo na vida é uma questão de ponto de vista. Quer ver? Mas aqui falamos de ‘ponto de vista’, no sentido figurado.

Quando falamos em fotografia, o ponto de vista sai do campo figurativo para o campo do real, do palpável. Mais que isso, o ponto de vista da máquina e como ele é exercitado no enquadramento é o que de fato permite que a foto seja boa.

Divirtam-se.

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

quinta-feira, 17 de março de 2011

Ao meu querido Japão!

O 46º presidente dos Estados Unidos da América, Barak Obama, proferiu durante seu discurso de posse a seguinte premissa: “Construir é melhor do que destruir”. Acho que nenhum outro líder político disse algo mais sábio. Vejo nesta semana que depois de tantos anos gastando-se milhões em bombas atômicas, o mundo descobriu que é preciso guardar dinheiro para os destroços da nossa ruina.

Terremotos, desmoronamentos, chuvas, tsunamis. Tudo isso já existia. Mas parece que estamos cada vez mais próximos do fim. Não tenho medo do fim, só acho (nostalgicamente) que poderia ser bem melhor do que um monte de formigas consumistas. Percebo que a cada tragédia que acontece, as pessoas caem em si e descobrem que a vida pode ser prolongada não só pelo dinheiro que paga tratamentos caros, mas pelas mãos de pessoas que perderam tudo e não desistem de tentar salvar a vida daqueles que choram.

Entre o parágrafo anterior e este, fiz um minuto de silêncio. Acho que é um sinal de respeito a tantas pessoas que estão sofrendo no Japão agora. Não posso esquecer-me das vítimas do terremoto no Haiti, no Chile e Nova Zelândia. Ou ainda das vítimas das enchentes em Santa Catarina, chuvas na Região Serrana do Rio e ainda os do Morro do Bumba, em Niterói

Podemos então concluir que ao contrário do que os filmes de ficção científica mostram as catástrofes não acontecem somente nos Estados Unidos (e que a salvação também não é só dada por eles), que há pessoas respeitáveis em qualquer lugar do mundo e principalmente que as catástrofes naturais sempre irão acontecer porque o homem precisa ser lembrado de que ele habita a Terra, mas não é dono dela.

Para todas as vítimas, minhas lágrimas que deseja transferir todas as forças para quem precisa. Ao meu querido Japão!
Arigatô!








Fonte: Blog do Nathan.

domingo, 13 de março de 2011

Bom para Gulosos.

Não precisa falar mais nada. A Patty do Aqui na cozinha, faz todas as referências a boa receita que passo a indicar para vocês.

"Acho tão chato ficar falando que este é o melhor de todos, pois gosto é tão pessoal. Cada um tem o seu e ponto. Mas sem dúvida nenhuma este é o melhor Muffin de Bananas que eu, Patty, já comi em toda a minha existência. Sabe aquele bolinho úmido, molhadinho, é este.

Se tiver um prêmio de melhor bolinho de bananas do mundo, voto nele. Agora, parando com toda rasgação de seda e confete, vamos a receita:"

Muffin de Bananas

Ingredientes

Massa

1 xícara (de chá) de farinha de trigo

1/3 de xícara (de chá) de maisena

1 xícara (de chá) de banana madura amassada

3 colheres (de sopa) de leite

1 colher (de chá) de essência de baunilha

1/2 xícara (de chá) de manteiga, usei margarina

1 xícara (de chá) de açúcar

1 ovo grande

1 colher (de sobremesa) de fermento em pó

Para a farofa

6 colheres (de sopa) de farinha de trigo

6 colheres (de sopa) de açúcar

3 colheres (de sopa) de manteiga

Modo de Preparo

Farofa

Com a ajuda de um garfo ou com as pontas dos dedos misture os 3 ingredientes fazendo uma farofinha e reserve.

Massa

Amasse as bananas, misture o leite e a baunilha e reserve.

Bata na batedeira o açúcar e a manteiga até ficar um creme esbranquiçado. Acrescente o ovo e bata mais. Depois junte a mistura de banana amassada.

Agora acrescente a farinha de trigo e a maisena e só misture até incorporar muito bem. Coloque o fermento e mexa delicadamente.

Coloque forminhas de papel dentro de formas de empada ou de muffin e coloque massa até a metade da forminha. Acrescente um pouco da farofa por cima e coloque em uma assadeira. Leve para assar em forno médio pré-aquecido. Deixe assar por mais ou menos 30 minutos e espete um palito, quando este sair quase seco está bom. Não deixe ficar muito no forno, assim que dourar retire do forno para não ressecar e queimar o fundo.

Clique nas fotos para ver maior

  • Usei banana prata, mas acho que dar para fazer com a nanica (ainda não testei).
  • Está receita dá 16 muffins. Usei aquela forma de empada mega, sabe aquelas de buteco? Foi ela.
  • Não. Não precisa untar a forma.

O nível do mar está aumentando?

Mude para uma cidade aquática!

O aumento do aquecimento global intensifica o degelo polar e, por isso, o nível da água do mar está crescendo. Em pouco tempo, a terra será “engolida” pelos oceanos e aqueles que quiserem sobreviver terão que se adaptar e viver em cidades aquáticas, que ficam vagando pelos mares dia e noite.

Dramático? Essa é a opinião do arquiteto francês Vincent Callebaut, que para se prevenir já projetou sua própria cidade aquática (e sustentável!): a Lilypad, cujo design é inspirado em uma vitória régia da Amazônia.

A “ecópole flutuante” possui três setores e cada um deles será destinado a uma atividade: trabalho, entretenimento e moradia. No centro da cidade, interligando todos eles, há um lago, abastecido pela chuva, de onde os moradores obterão água potável, a partir de um sistema próprio de purificação.

A comida virá de hortas, localizadas ao redor do lago, e toda a cidade será coberta por jardins suspensos, que promoverão a integração do homem com a natureza. Por fim, a Lilypad será equipada para produzir energia eólica, hidráulica, solar, térmica e, também, a partir de biomassa e do movimento das ondas.

Como se não bastasse, a cidade aquática de Callebaut será construída com fibras de poliéster e receberá camadas de dióxido de titânio, que, segundo o designer, absorvem a poluição atmosférica quando entram em contato com os raios ultravioleta. Ou seja, além de ser auto-suficiente, a Lilpyad ainda ajudaria a reduzir a poluição do planeta.

Callebaut estima que a “vitória régia” consiga abrigar até 50 mil refugiados climáticos. Você embarcaria nessa cidade?

quinta-feira, 10 de março de 2011

É proibido casar.

Em O Oficial de Casamentos (Editora Record), o militar inglês James Gould é enviado a Nápoles, na Itália, para uma missão ingrata: desencorajar os oficiais britânicos a se casar com italianas.
O exército teme que os soldados não lutem na Segunda Guerra se tiverem uma linda signorina ao lado... A cozinheira Lívia é escalada então para trabalhar na casa de Gould e amansar o capitão. Afinal, para os italianos um homem bem alimentado é feliz e só pode desejar o mesmo para os outros. O que acontece já dá para imaginar: eles se apaixonam.

http://3.bp.blogspot.com/_pPhLSFguMp8/TVLJCzeHBeI/AAAAAAAAZ5w/4qOduLKrlZs/s1600/O+oficial+dos+casamentos.jpg http://3.bp.blogspot.com/_pPhLSFguMp8/TVLS1c0wXSI/AAAAAAAAZ54/BKqeWqEMCzw/s1600/O+oficial+dos+casamentos+01.jpg